Manifestantes são feridos em ato contra aumento de passagem, em PE

Marcelo Diniz ficou ferido no protesto
(Foto: Katherine Coutinho / G1 PE)

A confusão começou em frente ao Fórum Tomás de Aquino. Os agentes da PM lançaram bombas de gás para tentar conter os manifestantes que furavam o bloqueio. “Desde o começo a polícia quis comandar o percurso da gente. Chegou.um ponto em que eles queriam que a gente fosse para um lado e nós queríamos para o outro. Quando conseguimos driblar, eles começaram a jogar bomba de gás. Atingiu idoso, criança, gente que não tinha nada a ver”, contou Roberto Leandro, coordenador do Diretório Acadêmico de direito da Universidade Católica de Pernambuco.
Ferido no primeiro choque com a polícia, o atendente Marcelo Diniz foi atingido, segundo ele, por estilhaços da bomba de gás de pimenta. “Nosso objetivo era ir até o Grande Recife e ouvir da boca deles a decisão do aumento, para então fazermos uma assembleia e decidir o que faríamos do movimento. Só que a polícia não deixou e começou a jogar bomba, tivemos que correr, é um absurdo”, reclamou Marcelo.

Um dos folhetins divulgados nas redes sociais
antes da última divulgação do reajuste


Os estudantes realizaram a distribuição de panfletos convocando a população a não aceitar o aumento contra o reajuste que afetará cerca de 2 milhões de usuários que utilizam os 3 mil ônibus das 365 linhas, segundo dados do Grande Recife. São cerca de 26 mil viagens por dia. Com palavras de ordem como “O povo não é bobo, aumento de passagem é roubo” e “Se a passagem aumentar, o Recife vai parar”, os estudantes receberam a notícia de que a tarifa subiria quando já estavam na Dantas Barreto. O discurso mudou para “A passagem aumentou, o Recife já parou”.
O integrante da comissão do Comitê Contra o Aumento da Passagem, André Justino, diz que o aumento é inadmissível. “É um absurdo esse aumento em relação ao aumento do salário mínimo, que foi muito pequeno, grande parte da população será prejudicada”, afirmando ainda que o objetivo do protesto é dialogar com a população e tentar impedir o reajuste.
Muitos estudantes ficaram assustados e saíram correndo. Pessoas que passavam pelo local também não entendiam o que acontecia. “Eu vim aqui no Mercado de São José comprar algo para comer, quando vi tudo fechando, gente correndo. Só ouvi os tiros e as bombas”, contou o aposentado José Arimateia, que se escondeu para fugir da confusão.
Depois de dispersados, os estudantes se reuniram novamente na Faculdade de Direito, na Boa Vista. Após assembleia, resolveram sair em passeata. “Nosso intuito é que a população se agregue ao movimento, queremos fazer um ato pacífico”, disse Alesson Barbosa, presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco, momentos antes de o grupo sair da faculdade e fechar a Rua Princesa Isabel.
Com o fechamento da via, policias do Batalhão de Choque se aproximaram mais uma vez. O clima era de tensão. Parte dos estudantes havia entrado em acordo com a polícia, para fazer uma caminhada até a sede da Ordem dos Advogados do Brasil. A rua foi liberada apenas por poucos minutos. A outra parte do grupo, que não queria ser escoltada mais uma vez pela polícia, voltou a fechá-la.



Polícia usou bombas de gás.
(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem/AE)
O Batalhão de Choque dispersou novamente a multidão com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para poder liberar a rua. Muitos correram novamente para dentro da Faculdade de Direito. Pedra foram jogadas na direção dos policiais. “Eu estava querendo ajudar, estava de costas para o Choque quando fui atingido no braço. Estava do lado da polícia, pedindo para o povo não jogar pedras e fui atingido. Isso não é possível”, reclamou o estudante de história da Universidade Federal de Pernambuco, Vagner Pereira de Oliveira.


A Polícia Militar informou que só vai se pronunciar sobre os confrontos desta sexta-feira no final da tarde, se tudo estiver resolvido. A utilização de balas de borracha e bombas de efeito moral, ainda segundo a PM, vai de acordo com a necessidade da situação e a agressividade constada.
FONTE: G1 e ubes comunica e NE10

Sobre gremiows

Grêmio estudantil Wellington da Silva, Nome escolhido para grêmio desde sua fundação, é uma homenagem feita para o estudante Wellington da Silva que foi assassinado em um protesto !

Publicado em 22/01/2012, em Noticias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

1. Seja educado. Por respeito aos outros usuários use uma linguagem de fácil entendimento. Evite também usar palavras de baixo calão. Se você disser algo do tipo, ser desnecessariamente rude, inconveniente e inapropriado, seu comentário será apagado mesmo. 2. Limite-se ao assunto do post. O formulário de envio de comentários deve ser usado para o envio de comentários que de alguma forma se relacionam ao conteúdo do post o qual você está comentando, e não para recados pessoais ao site ou outra pessoa, empresa ou entidade. Se você quer dizer algo para a equipe do site, nos envie um e-mail para gremio.ws@gmail.com Também nos reservamos o direito de remover deliberadamente comentários que não sigam essa regra. Se você tem mais alguma dúvida, sugiro que visite o nossa seção Quem Somos e tente resolver ela lá, comentários com algum tipo de dúvida não serão publicados e correm o risco de não serem respondidos. 3. Comentários apenas com e-mails válidos. Em hipótese alguma ele será divulgado ou usado para envio de mensagens não desejadas, respeitando sua privacidade. 4. Use o bom e velho português. Comentários que forem carregados de vc, xau, ti adolu, e outras variações de internetês podem não ser publicados ou correm o risco de serem re- escritos, podendo assim mudar o formato do comentário original. Se você deseja ver o que realmente escreveu, não use internetês, use o português! 5. Muito cuidado com o que diz. É oportuno lembrar que esse espaço é destinado a comentários, críticas e opiniões construtivas para o Grêmio estudantil W.S . Todos os comentários que estejam fora dessa regra serão deletados. Os acessos são devidamente monitorados e qualquer usuário que fizer ofensas ou acusações sem provas estará sujeito a penas previstas em Lei. Se você concorda com todas as regras bom comentário !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: